terça-feira, fevereiro 06, 2007

O DIABO VESTE PRADA (The Devil Wears Prada)


Tenho dois filhos que externam quase sempre posições diferentes das minhas em diversos assuntos. Talvez porque eu, na intenção altamente instrutiva de preservar e cultivar a velha e boa dialética, tenha tido sempre o costume de tentar descobrir a posição deles para me colocar na posição oposta . Eles possivelmente aprenderam muito bem e hoje fazem o mesmo comigo e, é claro, praticam entre eles. Em um dos nossos encontros o mais moço deles criou a estranha tese que a maioria dos filmes atuais tem o enredo construido a partir de Guerra nas Estrelas. E filmes que não tem nada a ver com aventuras ou com ficção cientifica. Achei a tese interessante embora, é claro, tenha me colocado na posição contrária. Mas não é que ao ver O Diabo Veste Prada não tive como não lembrar Guerra nas Estrelas. É a velha estória do jovem inocente sendo atraido pelo lado negro da força. O jovem Luke Skywalker está representado no filme pela inocente estagiária e aspirante à jornalismo sério, Andy Sachs (Anne Hathaway), que é atraida para o dark side pela editora da revista de moda, Miranda Priestly, representada magnificamente por Meryl Streep, que é, é claro, a personificação feminina de Dart Wader. Existe espaço, também, para o mentor. No filme o Yoda e os outros mentores de Luke estão representados por Nigel (Stanley Tucci). O fato de Nigel, ao contrário dos mentores de Luke, estar no dark side não afeta a tese. Claro que neste filme a nossa heroina acaba gostando muito do dark side e aprendendo muito bem a como se movimentar dentro dele. Numa cena Miranda pede que Andy consiga o último livro de Harry Potter para ela dar para suas filhas gêmeas. "-Sem problema vou apanhar na bookstore". "-Não, querida, esta elas já leram eu quero a edição que ainda não saiu". Quando ela consegue o impossível e coloca na mesa de Miranda, esta diz "-querida, só uma cópia? as gêmeas vão ter que dividir o livro?" Andy responde "- Esta é só uma cópia para o arquivo, as gêmeas já receberam duas cópias encadernadas e já devem estar lendo no trem, no caminho da casa da avó delas"
O filme é baseado em um livro do mesmo nome de Lauren Weisbeger que ficou 6 meses na lista de best sellers do New York Times. Lauren descreveu no livro, possivelmente, suas experiências como estagiária na revista Vogue e seu trabalho com Anna Wintour, editora da revista. Este tipo de literatura, visando o mercado de jovens mulheres, solteiras, lutando por seu lugar no mercado de trabalho, é chamado nos Estados Unidos de chick lit e teve origem com O Diário de Bridget Jones. Outro exemplo é Sex and The City que depois virou uma série muito boa.
Voltando a tese de Guerra nas Estrelas - Em o Diabo Veste Prada é muito claro que o dark side é a forma de competição, a maneira em que são conduzidas as lutas internas e externas das empresas, o jogo de poder, ou.. o capitalismo selvagem. Pensando bem, Guerra nas Estrelas também pode ser lido desta forma. Uma ironia é que Miuccia Prada, neta do fundador da Prada, e que levou a empresa a ser uma referência em moda, era comunista de carteirinha na Milão dos anos 70.
Vou me encontrar com meu filho mais novo, o da tese de Guerra nas Estrelas, e ele certamente vai dizer que O Diabo Veste Prada não tem nada a ver com Guerra nas Estrelas.
Até a próxima postagem
APRESENTAÇÃO INICIAL DE O DIABO VESTE PRADA

3 comentários:

Anônimo disse...

Considerando os ideais de Yoda e outros na luta contra o Império, podemos dizer que os Jedi acreditavm que um outro mundo é possível.

Regis disse...

A sacada da Guerra das Estrelas é boa. Meu pai conta que quando jovem, brincava com os amigos, de bandido e mocinho: o bem contra o mal. Meu professor fala que isso é maniqueísmo...
A maioria, senão todos filmes, tem esse fundo: até A Branca de Neve e os Sete Anões.

A história do outro mundo possível, também: um é do bem, o outro é do mal. Um é o nosso, o outro é do Zé Dirceu.

Regis.

Anônimo disse...

Eai galera entrem nesse site é muito legal, nele da pra vcs fazerem pesquisas no google com fotos de quem mais gostam no fundo...

http://criative.mysuperyes.com.br/