segunda-feira, março 09, 2009

UM DIA DE CÃO (DOG DAY AFTERNOON)


Grande filme de Sidney Lumet com uma interpretação magnifica de Al Pacino. Mas o roteiro de Um Dia de Cão não chega nem perto do que aconteceu em Porto Alegre hoje, dia 9 de março de 2009. De manhã, a CORSAN, a empresa de água e esgoto do Estado do Rio Grande do Sul, tinha anunciado um lucro de R$ 211,9 milhões. Nada mais nada menos que o maior lucro da empresa até hoje. O Economista Acidental me falou uma vez que quando empresas estatais dão lucros maravilhosos é sinal que o cidadão está pagando demais. Um empreiteiro que presta serviços para a CORSAN também deve ter ouvido esta noticia e pirou de vez. Acontece que a nossa magnifica e lucrativa empresa estadual tinha uma dívida de R$ 180.000,00 com o dito empreiteiro. Estou imaginando que estavam sendo utilizados todos aqueles processos protelatórios que quem é ou já foi credor do Estado conhece. Nosso personagem possivelmente estava sendo pressionado por seus funcionários e credores. Então ele pirou e com ele pirou a irmã dele. Sequestraram o presidente e dois assessores da lucrativa CORSAN e os mantiveram em "cárcere privado" das cinco da tarde até as sete da noite. E ai vem o mais incrivel. A CORSAN pagou a dívida. Os nossos insanos empresários estão agora presos. Não sei o que vai acontecer com eles mas atingiram seu objetivo. Os empregados vão receber seus salários atrasados, ficou público o calote da estatal e eles ganharam alguma notoriedade que foi o tema principal de Um Dia de Cão. E se encontrarem pela frente um juiz com algum senso de justiça vão sair limpos com uma acusação de rigor excessivo na cobrança de seus créditos.
Até a próxima postagem

2 comentários:

Charles disse...

O MST faz coisa pior que isso a toda hora e não acontece nada.

CINEMAN disse...

Hoje, terça feira, sairam novas informações sobre o caso da CORSAN. A companheira do empreiteiro na ação de ocupação da CORSAN foi sua sobrinha e não irmã como havia sido informado anteriormente. A noticia nova e interessante é que parece que para atender seus compromissos o empresário havia se socorrido junto à um agiota. E este agiota estava ameaçando matar sua filha se o empréstimo não fosse pago. O roteiro da realidade vai ficando cada vez mais complexo.