sábado, setembro 13, 2008

O ESTADO DAS COISAS


O título é de um grande filme de Win Wenders. O Cineman lembrou este filme porque eu acabara de ver um outro filme de Wenders que ele me recomendara - Um Filme Para Nick (Lightning over Water) que merece comentário em outra postagem. Um Filme Para Nick é uma viagem acompanhando os últimos dias do mestre Nicholas Ray (Juventude Transviada, Johny Guitar, Paixão de Bravo), feito por Wenders em New York ao mesmo tempo que, na Califórnia, ele filmava o péssimo - quando vocês virem Nick vão saber porque - Hammet.

O nome surgiu quando comentamos o recente escândalo da Lei de Incentivo a Cultura - LIC. No atual "estado das coisas" nem a cultura escapa. Alguns chamados -produtores culturais - se aproveitaram da lei para angariar recursos, de forma ilegal, para seus projetos culturais. O prejuizo para os cofres públicos, segundo os jornais, é calculado em R$ 4 milhões. Estavamos no meio da discussão quando apareceu o Economista Clandestino para tomar um cafezinho. "-Vocês e os jornais estão analisando o assunto de um ponto de vista muito simplório". Discordamos imediatamente, o Cineman e eu. Para que? Lá veio a aula do Economista Clandestino. "- Para começar o prejuízo foi de R$ 1,6 milhão. Os R$ 4,0 milhões vem da mordida que o fisco estadual pretende dar nos incautos que bancaram o incentivo". Tanto o Cineman como eu não entendemos nada. "-Leiam a noticia", continuou o Economista,"O que as empresas deixaram de recolher a Fazenda Estadual, segundo seu diretor, foi R$ 1,6 milhão. Eles usaram este recurso, como permite a LIC, para financiar os projetos culturais supostamente aprovados pela Secretaria de Cultura. Qual é o prejuízo do Estado?" O Cineman foi mais rápido. "- R$ 1,6 milhão".

"- Mas agora", continuou o Economista "os empresários preocupados em incentivar a cultura vão morrer com R$ 4,0 milhões a título de multa aplicada por quem tinha a responsabilidade de fiscalizar e não deixar que estas coisas acontecessem.. Beleza, não é?" Tivemos que concordar com o Economista. O Cineman foi mais adiante: "- Mas se não existe fiscalização nem para saber se o recurso aprovado bate com o recurso utilizado...".

Até a próxima postagem.

2 comentários:

Giuliano disse...

Olhando O blog do Guigui e as "reliquias" de família que são as fotos por ele mostradas encontrei o link para o blog do "tal" Cineman.
Que agradável surpresa não foi descobrir quem é o cineman!!!
Grandes lembranças da infância....
E o melhor é que eu estava mesmo procurando uma fonte confiavel sobre filmes (principalmente os mais antigos)!
A partir de hoje leitura obrigatória!!!!
Grnde abraço e até a próxima postagem Cineman....

PS: o Cineman foi um dos maiores responsáveis pelo meu gosto pela leitura...

CINEMAN disse...

Bem vindo ao blog Giuliano. O Cineman ficou satisfeito de saber que teve esta influencia no teu gosto pela leitura. Espero que continues mandando teus comentários. Um grande abraço