sábado, novembro 10, 2007

PÊSSEGOS E O QUATRILHO


O Cineman esteve esta semana envolvido com outras atividades que pouco tem a ver com cinema mas em uma cidade que se orgulha muito de ter sido palco de um belo filme nacional - O QUATRILHO. Pois passei dois dias em Antonio Prado, convivendo com aquele pessoal que sabe receber os visitantes como ninguém. No hotel Piemonte, simples mas gostoso, as paredes são cobertas com fotos das filmagens. O carinho com que eles se referem aos artistas do filme, em especial a José Lewgoy, é emocionante. Antonio Prado foi uma das poucas cidades que não aderiu a modernidade e suas casas de madeira ainda formam o cenário do centro da cidade. Por isto foi escolhida para o filme. A única coisa que os cenaristas precisaram fazer foi derramar algumas toneladas de areia nas ruas para cobrir o calçamento de pedras. E o pêssego? Bem, estive fazendo as auditorias iniciais em um pequeno grupo de 6 produtores rurais, associados da Cooperativa Agropecuária Pradense Ltda, que desejam certificar sua produção de pêssego. São pequenos agricultores, com propriedades de 12 a 30 hectares, com pomares de pêssego de 1 hectare, cada um, e que vão ser os primeiros produtores de pêssego do Brasil a terem sua produção certificada. A certificação é de uma forma de produção que vocês daqui a pouco vão ver nos supermercados - Produção Integrada de Frutas. Na Produção Integrada de Frutas - PIF, o que se procura é um produto com o menor uso possível de agrotóxicos, com proteção ao meio ambiente e ao trabalhador rural. É uma forma de produção reconhecida em todo o mundo e que agora dá os primeiros passos no Brasil. Vou agora rever o Quatrilho para ver se identifico alguns dos amigos que conheci em Antonio Prado.
Até a próxima postagem.

Foto de um pessegueiro de autoria do Cineman

2 comentários:

Anônimo disse...

Onde é que acho os pêssegos de produção integrada? Não como mais pêssego nem morango porque é puro veneno.

CINEMAN disse...

Os Pêssegos de Produção Integrada estarão a partir de janeiro nos supermercados da rede Apolo na Região da Serra.