quinta-feira, outubro 13, 2011

AGORA É O MACHADO DE ASSIS BRANCO DA CEF

Agora que terminou a novela Hope/Gisele x SPM (Secretaria de Políticas para Mulheres) com a decisão da CONAR, já estava contando com outra, igualmente divertida, a do Machado de Assis Branco da Caixa Econômica Federal x SEPPIR (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial). Mas desta vez era a CEF, não teve briga. A CEF já lançou nova peça publicitária com um Machado de Assis negro. E de lambuja a Caixa ainda trocou a apresentadora, a branca, talvez mulata, Gloria Pires por um negro, com um literal pedido de desculpas. Por enquanto estas "secretarias" estão divertidas e vão render ainda boas histórias até deixarem de ser divertidas. A propósito, Machado de Assis, nosso maior escritor, era mulato como a maioria dos brasileiros.

4 comentários:

CINEMAN disse...

Quando era guri assisti um filme de Delmer Daves, Flechas de Fogo, onde Jeff Chandler fazia o papel de Cochise. Foi indicado ao Oscar de ator coadjuvante. Jeff Chandler era judeu, branco e teve que se pintar um pouco para encarnar um indio. Como a gente já conhecia o moço de outros filmes, ficou bem engraçado. Pelo que lembro os protestos se concentraram apenas na legendária canastronice de Jeff Chandler. Pior que isto foi ver Victor Mature, outro lendário canastrão, interpretando Crazy Horse.

Popa disse...

essas coisas são interessantes. A CEF fala que Machado era "afrobrasileiro". Nada mais falso! Ele - e tantos outros, nós inclusive - somos afroeuropeus. Ou euroafricanos. Se é para dar a origem, que seja de todas as etnias...

ou, quem sabe, ele seria uma afroeurobrasileiro? Complicado? Não é para ser. Ele era apenas um brasileiro mulato.

PoPa disse...

Não tenho mais paciência com a idiotia politicamente correta!

CINEMAN disse...

A última é que o Rafinha vai ter que fazer uma análise crítica da piada antes de contar.